top of page
  • Sindepat Summit

Por que o SINDEPAT Summit será em Foz do Iguaçu?




Murilo Pascoal

 

Como já anunciamos, Foz do Iguaçu, no Paraná, será o destino da quinta edição do SINDEPAT Summit, entre os dias 8 e 10 de maio deste ano. Sobram razões para levarmos o principal evento dos parques e atrações turísticas do Brasil para lá, mas quero destacar algumas delas neste artigo.

1 – Ícone do turismo mundial, graças às Cataratas do Iguaçu, Foz do Iguaçu é um dos destinos turísticos que mais representa o Brasil internacionalmente, como o Rio de Janeiro e o Amazonas.

2 – Com um atrativo natural tão impactante como é o Parque Nacional do Iguaçu, Foz do Iguaçu poderia se satisfazer com um fluxo de visitantes constante, mas não. Apostou no desenvolvimento de novos parques e atrações turísticas que, como sabemos, são os principais indutores do turismo. Hoje, a permanência média do turista na cidade, que até 2007 era de 2,7 dias, passou para 4 dias, e segue em crescimento, muito por conta do trabalho desenvolvido pelo Iguassu Convention & Visitors Bureau, de quem cito os dados aqui mencionados.

3 – À grandeza do Parque Nacional do Iguaçu soma-se a impressionante Hidrelétrica de Itaipu, entre as maiores do mundo. Desde antes mesmo de sua inauguração, a usina recebe visitantes, por conta da magnitude das obras. Hoje, a atividade turística na usina é desenvolvida pela Turismo Itaipu, que temos a alegria de ter como associada SINDEPAT e, neste ano, como principal patrocinadora do SINDEPAT Summit. Com inovações na oferta turística, como o jantar iluminado junto à barragem de Itaipu, a Turismo Itaipu feito crescer o número de visitantes, que no ano passado chegou a 510 mil.

4 – Oferta turística diversificada e em constante ampliação. Foz do Iguaçu tem atrações como o Marco das Três Fronteiras, na tríplice fronteira Brasi/Argentina/Paraguai; o Parque das Aves, um atrativo natural belíssimo; o parque aquático Blue Park Foz, no Mabu Thermas; tem seu museu de cera, bar de gelo e parque de dinossauros... Mais recentemente, inaugurou sua roda-gigante e o Eco Park, em uma ampliação constante da oferta turística. É destino para ecoturismo, famílias multigeracionais, gastronomia, compras...

5 – Essa diversidade atrai cada vez mais visitantes e as principais atrações turísticas de Foz do Iguaçu mostram isso, de forma transparente. No ano passado, o Parque Nacional do Iguaçu recebeu 1,8 milhão de visitantes de 163 nacionalidades. A Turismo Itaipu foi visitada por mais de meio milhão de pessoas e o Marco das Três Fronteiras recebeu 450 mil visitantes, de 119 nacionalidades.

6 – A plataforma Booking.com classificou Foz do Iguaçu como um dos dez destinos do mundo com estadias mais sustentáveis. O levantamento considera o número de estabelecimentos hoteleiros com o selo “eco friendly”, do programa de Viagens Sustentáveis da Booking.

7 – Foz do Iguaçu também tem recebido cada vez mais eventos, com diversificados espaços para convenções e ampla rede hoteleira. Segundo dados da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, em 2022 foram entregues 493 alvarás para eventos, uma média de dez por semana. No ano passado, entre janeiro e julho, esse número chegava a 244, com estimativa de receberem 200 mil participantes. De acordo com o Iguassu CVB, a cidade tem mais ao menos 33 mil leitos em mais de 150 hotéis.

8 – Há mais investimentos em andamento no turismo local. O Grupo Cataratas está construindo um aquário, o AquaFoz, com investimentos de R$ 100 milhões, e o Parque Nacional do Iguaçu, sob gestão da Urbia Cataratas, teve a aprovação de seu projeto de modernização, em valor de R$ 500 milhões para os próximos cinco anos. O Grupo Dreams já anunciou a construção de um novo duty free na cidade e a Gramado Parks retomou as obras do Aquan, resort junto à Yup Star, roda-gigante da cidade. Para 2025, está prevista a abertura do Hark Rock Hotel Foz, com 560 apartamentos e investimento de R$ 500 milhões.

 

Foz do Iguaçu é um destino com vocação natural para o turismo, dada a presença das Cataratas do Iguaçu. Mas, reitero, a cidade não se acomodou à grandiosidade de seu principal atrativo e tem consolidado, ano a ano, a aposta no setor turístico, como quis demonstrar neste artigo. Essa aposta se dá, principalmente, pela instalação de parques e atrações turísticas, que aumentam a atratividade do destino e ampliam a permanência dos visitantes na cidade. Vamos para Foz? Nos vemos em maio, no SINDEPAT Summit!

 

Murilo Pascoal é presidente do Conselho do SINDEPAT e CEO do Beach Park

 

 

0 comentário

Comentarios


bottom of page